BNDES destinará R$ 5,1 bilhões a pequenos agricultores

Ao todo, serão oferecidos R$ 20,1 bilhões ao setor agropecuário brasileiro

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no Plano Safra, destinará, pela primeira vez, R$ 1 a cada R$ 4 dos recursos aos pequenos produtores. Serão oferecidos R$ 20,1 bilhões ao setor agropecuário brasileiro no Plano Safra 2021/2022, vigente entre 1° de julho de 2021 e 30 de junho de 2022. Nesse plano, houve a ampliação em 58% dos recursos disponibilizados ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Ao todo, serão R$ 5,1 bilhões para esses produtores menores, frente aos R$ 3,3 bilhões do período anterior.

As soluções disponibilizadas atendem às diversas necessidades dos agricultores, como projetos de investimento, aquisição de máquinas e equipamentos, recursos para custeio, investimentos em sustentabilidade, armazenagem, inovação e modernização de cooperativas.

Nesse Plano Safra 2021/2022, serão oferecidos R$ 17,1 bilhões em recursos subvencionados pelo Governo Federal, e cerca de R$ 3 bilhões em linha própria do BNDES, que poderão ser acessados pelos produtores rurais, empresas e cooperativas do setor. Os recursos sujeitos à subvenção econômica serão aplicados por meio de dez programas. Nove deles são destinados à agricultura empresarial, que contará com R$ 11,9 bilhões. As taxas de juros anuais dessas linhas variam entre 5,5% e 8,5%. Já o Pronaf, terá taxas anuais entre 0,5% e 4,5%.

“O desejo é atender mais produtores rurais, reduzindo cada vez mais o tíquete médio”, explicou Gustavo Montezano, presidente do BNDES. “Fizemos R$ 3,6 bilhões com recursos próprios (na safra 2020/21). Para este ano, não enxergamos qualquer tipo de limitação orçamentária para recursos próprios do banco.”

 

 

Com informações do BNDES.