Brasil e Paraguai discutem ações conjuntas para o combate ao tráfico de crianças e adolescentes

Estratégias para a proteção de crianças e adolescentes em situação de tráfico de pessoas foram tratadas durante a reunião bilateral promovida por meio de videoconferência na última semana. Na ocasião, representantes do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) e do Ministerio de la Niñez y la Adolescencia da República do Paraguai discutiram a atual situação dos dois países, com o objetivo de implementar ações conjuntas.

“A cooperação buscará a construção de fluxo de comunicação bilateral e atenção específica, visando à garantia de direitos e à proteção de crianças e adolescentes do Brasil e do Paraguai que sejam identificados como vítimas de tráfico de pessoas”, enfatiza o secretário nacional dos direitos da criança e do adolescente do MMFDH, Maurício Cunha.

Durante a reunião, as autoridades compartilharam as experiências nacionais. A partir do diagnóstico, foram discutidas possibilidades de avanços e de cooperação bilateral com foco na prevenção e na assistência às vítimas.

Plano Nacional

O MMFDH é um dos órgãos responsáveis pelas iniciativas do III Plano Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, aprovado em 2018 pelo Decreto nº 9.440, com duração até 2022. Entre as metas, está o fortalecimento das redes locais de acolhimento a vítimas de tráfico de pessoas nos municípios, para a adoção de práticas de respeito às crianças e aos adolescentes.

 

Fonte: Portal Gov.br