Cebola e mamão apresentam queda de preços no primeiro Boletim Prohort de 2020

A queda no preço da cebola, por exemplo, foi influenciada pelo aumento na oferta do produto

A cebola voltou a ser destaque com a queda de preços nas Centrais de Abastecimento (Ceasas) do país. No 1º Boletim Prohort 2020, divulgado no dia 23 de Janereiro, o produto indispensável na cozinha brasileira registrou baixas no último mês de até 26,51% em Curitiba (PR) e de 23,20% em Vitória (ES). O estudo é realizado mensalmente pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), ligada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), com as hortaliças de maior representatividade, nas principais Ceasas brasileiras.

De acordo com o boletim, a redução de preços foi influenciada pelo aumento na oferta da cebola, devido à produção nordestina do Vale do São Francisco e a dos estados do Sul do país, principalmente de Santa Catarina. O aumento de produção elevou a comercialização nos mercados em cerca de 10%, o que contribuiu para a queda nos preços. Este movimento segue em janeiro.

Outras hortaliças como o tomate, a batata e a alface tiveram os preços com predominância de alta. Já a cenoura não apresentou tendência uniforme, ou seja, houve queda de preços em algumas Ceasas e alta em outras.

Frutas

Com relação às frutas, o estudo destaca a queda no preço do mamão. O motivo foi a elevação da oferta na maioria dos entrepostos atacadistas, com a redução da demanda no final do ano passado. Por outro lado, houve aumento no preço da banana em todas as Ceasas, em razão da redução na oferta, principalmente em relação à banana nanica.

O estudo mostra também que a exportação de frutas aumentou em 14,74% na comparação com 2018, com destaque para as exportações de melões, mangas, limões, limas, uvas, bananas e melancias e queda para maçã e laranja.

Fonte: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento