Como ganhar simpatia e admiração das pessoas? O segredo está nos detalhes

Por: Reinaldo Polito

 

Você já se perguntou por que chegou a gostar de algumas pessoas sem entender bem o motivo? E, de outras, sentiu uma espécie de antipatia à primeira vista?

Se estiver pensando que essa atração ou repulsa que sentimos por algumas pessoas ocorre apenas por causa das palavras proferidas, provavelmente está equivocado. Há um conjunto de aspectos abrangentes, complexos e inter-relacionados que deve ser considerado. Para compreendermos de maneira mais clara esse fenômeno, podemos recorrer aos estudos desenvolvidos pelo sociólogo francês Pierre Bourdieu, a partir dos conceitos do filósofo Louis Althusser, a respeito de habitus:

“Princípio gerador de comportamento, conjunto de disposições que fazem agir, pensar, perceber e sentir de maneira determinada, o habitus é a história individual feita corpo. Sendo um conjunto de esquemas de classificação do mundo social, interiorizado durante toda a trajetória do indivíduo, o habitus gera comportamento por se constituir em predisposições a fazer, dizer pensar isto ou aquilo.”

Significa que todas as pessoas sofrem influência do seu meio e do meio de onde vieram outras pessoas com quem têm ou tiveram contato. No estudo da recepção hoje há que se considerar o envolvimento de todos os agentes –emissor, receptor, o texto e o contexto– agindo e interagindo entre si.

A nossa atitude demonstrando a disposição de ouvir atentamente, de valorizar a presença de todos, especialmente com o contato visual, de levar em conta os limites da proxêmica (segundo o antropólogo Edward T. Hall, é o espaço pessoal de indivíduos num meio social), de indicar interesse sincero pela mensagem do interlocutor, nos insere em um contexto de sentido que extrapola as fronteiras determinadas pelas palavras.

Tudo significa: a escolha do vocabulário, o tom de voz, as sutilezas da expressão fisionômica, a linguagem corporal, o olhar e a mensagem adequada à circunstância.

Agir de acordo com as expectativas criadas em determinados momentos, atendendo ao que as pessoas esperam de nós como emissores ou receptores, levando em conta o contexto da situação é o caminho mais adequado para que possamos nos aproximar, provocando, com esses contatos, mais simpatia, mais admiração.

A reflexão a respeito desses conceitos poderá nos proporcionar a oportunidade de aprimoramento das nossas relações e as condições para que possamos projetar a nossa imagem de forma cada vez mais positiva. Um pouco de observação das nossas atitudes e das pessoas que nos rodeiam ajudará bastante nesse aprendizado de vida.

Superdicas

  • Seremos bem recebidos e admirados se demonstrarmos interesse verdadeiro pelas pessoas
  • Quando alguém fala, devemos aguardar com paciência e interesse que complete o que está dizendo
  • Ao falar, evite olhar apenas para a pessoa mais importante na reunião. Olhe para todos os ouvintes
  • Quando conversar, evite desviar os olhos do interlocutor, mas também não o encare demais