Criança Feliz incentiva participação dos pais no desenvolvimento dos filhos

Ministério da Cidadania ressalta a importância da paternidade para o fortalecimento de vínculos entre pais e filhos

O programa Criança Feliz, do governo federal, estimula as famílias para que a qualidade da relação com os filhos seja a melhor possível. E mesmo que na maioria dos casos a mãe seja a pessoa mais próxima da criança, o programa também incentiva o protagonismo dos pais e ressalta a importância do papel deles no desenvolvimento integral dos pequenos.

A secretária Nacional de Promoção do Desenvolvimento Humano, do Ministério da Cidadania, Ely Harasawa, destaca que o vínculo criado entre pais e filhos é fundamental. “Muito tem se falado da importância do papel do pai para dividir um pouco as tarefas, mas acho que vai além disso. Ele estabelece um vínculo afetivo único com essa criança, diferente do vínculo com a mãe. Ele também pode se tornar um ponto de referência positivo para que a criança se sinta segura para se desenvolver”, ressaltou.

Coordenado pelo Ministério da Cidadania, o Criança Feliz atua para estimular o desenvolvimento no período da primeira infância com foco em temas como saúde, educação, cultura e a garantia de direitos. Semanalmente, visitadores capacitados realizam acompanhamento de crianças beneficiárias do Programa Bolsa Família, de zero a três anos, e de até seis anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada, o BPC.

Até o momento, 2.624 municípios aderiram à iniciativa, e mais de 690 mil crianças e gestantes foram atendidas. Para saber mais sobre o Criança Feliz, acesse cidadania.gov.br

 

Por: Diego Queijo | Ministério da Cidadania (adaptado)