Gestores de diferentes regiões discutem ações para a assistência social

Reunião tratou de iniciativas do Ministério da Cidadania que compreendem a assistência social, além de outros temas vinculados à área

Gestores dos governos federal, estadual e municipal discutiram recentemente programas e serviços do Ministério da Cidadania e outras ações desenvolvidas na área da assistência social. O Benefício de Prestação Continuada (BPC), o Programa de Erradicação ao Trabalho Infantil (Peti), a Estação Cidadania e a Lei da Escuta foram temas discutidos no encontro.

O secretário especial do Desenvolvimento Social do Ministério da Cidadania, Lelo Coimbra, presidiu a reunião. Ele destacou que os encontros entre gestores propiciam o fortalecimento das relações institucionais, ao abrirem espaço para dialogar e ouvir as demandas locais. “Estamos fazendo discussões gerais sobre BPC, Cadastro Único e outros temas. Este é um foro sólido de relacionamento dentro do Sistema Único de Assistência Social (Suas). Aqui ouvimos as ponderações e organizamos planos de trabalho”, pontuou.

A presidente do Fórum Nacional de Secretários de Estado da Assistência Social (Fonseas), Elisa Cleia Nobre, defende a relevância de todas as discussões, uma vez que reúne representantes e funcionários da assistência social de todas as esferas. “Discutimos ações em defesa da defesa do Sistema Único da Assistência Social. Nosso interesse sempre é avançar e defender um sistema que está dando certo. E para podermos fazer isso, precisamos das três instâncias aqui reunidas com a mesma intenção e o mesmo entendimento”, destacou.

Os desafios de acesso dos usuários da assistência social aos sistemas informatizados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) também estiveram em pauta. Para a presidente do Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas), Andréia Lauande, é importante aprofundar o tema e fortalecer os acordos entre os entes. “É importante avançar dentro dessa discussão e trazer pactuações para que a gente possa beneficiar os municípios brasileiros”, avaliou.

Ação integrada

O secretário de Infraestrutura Cultural da Secretaria Especial da Cultura do Ministério da Cidadania, Paulo Nakamura, apresentou o projeto das Estações Cidadania. Proposta integrada, a população encontra nos espaços serviços oferecidos pela assistência social e também pode praticar atividades ligadas à cultura e ao esporte. “Um dos destaques é a Estação Cidadania de Brumadinho (MG), que vai ajudar a população local a recuperar sua autoestima”, exemplificou.

A Estação Cidadania do município mineiro dispõe de três mil metros quadrados, nos quais abriga uma praça, um Centro de Referência de Assistência Social (Cras), além de biblioteca, sala de informática, cineteatro e quadra poliesportiva. A estrutura foi inaugurada em 14 de junho e compõe a Aliança por Brumadinho – um pacote de medidas proposto pelo governo federal em parceria com a iniciativa privada para o resgate socioeconômico do município. A ação é coordenada pelo Ministério da Cidadania.

Também participaram da reunião com os gestores estaduais e municipais a secretária especial Adjunta da Secretaria Especial do Desenvolvimento Social do Ministério da Cidadania, Neusa Kempfer, e a secretária nacional de Assistência Social Substituta, Mariana Neris, além do diretor de atendimento do INSS, Clovis de Castro Junior.

 

Fonte: Ministério da Cidadania