Governo incorpora mais dois tratamentos no SUS

Pacientes com estenose aórtica grave e colite ulcerativa terão novas opções de tratamento gratuito

O Ministério da Saúde incorporou duas novas opções para tratamento das doenças: o implante percutâneo de válvula aórtica (TAVI) e citrato de tofacitinibe para o tratamento de pacientes adultos com retocolite ulcerativa, no Sistema Único de Saúde (SUS).

O implante percutâneo de válvula aórtica (TAVI) é utilizado no tratamento da estenose aórtica grave em pacientes inoperáveis. O método permite o tratamento da doença sem a necessidade de incisão ou cirurgia, representando uma opção mais segura e prática para muitos brasileiros.

Já o citrato de tofacitinibe é indicado para o tratamento de pacientes adultos com retocolite ulcerativa ativa moderada a grave com resposta inadequada, perda de resposta ou intolerância aos medicamentos sintéticos convencionais.

Os tratamentos foram incluídos após avaliação da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec), levando em consideração aspectos como eficácia, acurácia, efetividade e a segurança, além da avaliação econômica comparativa dos benefícios e dos custos em relação às tecnologias já existentes e o impacto orçamentário.

 

Com informações do Ministério da Saúde.