Ibama lança sistema antifraude para combater o desmatamento

Tecnologia vai permitir identificar as árvores destinadas ao corte seletivo e o rastreamento de cada produto florestal

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) lançou, no início desse mês, o Sinaflor+, sistema que traz um maior controle no manejo da madeira, rastreando a origem e fortalecendo o combate ao desmatamento ilegal.

O Sinaflor+ é uma evolução do sistema anterior, que fazia a vinculação entre madeira extraída e árvore original por amostragem aleatória. Agora, o sistema vai identificar as árvores destinadas ao corte seletivo através da geolocalização, permitindo rastrear cada produto florestal até o ponto exato de onde foi originalmente extraído.

Para o Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, é preciso continuar avançando. “O próximo passo do sistema será o DOF+, que é a rastreabilidade na parte de transporte e também o sistema Pau Brasil, que é o de exportação da madeira, explicou. “Prevemos a conclusão dessa etapa já no ano que vem”, ressaltou o ministro.

O sistema também conta com assinatura eletrônica e QR code no novo modelo de autorização, aumentando a transparência e o rigor da fiscalização. O Sinaflor+ conta ainda com um painel de controle integrado para o usuário, com ferramentas como histórico e busca inteligente, facilitando o gerenciamento de autorizações e pendências por parte do empreendedor.

Fase de testes

Em fase inicial, o sistema foi testado desde 24 de agosto por mais de 500 usuários capacitados, entre membros de órgãos ambientais, responsáveis técnicos vinculados aos representantes setoriais e analistas do próprio Ibama. No período, foram emitidas mais de 100 autorizações no novo sistema.

O Sinaflor+ vem se somar a uma série de ações do Ministério do Meio Ambiente para fechar o cerco ao desmatamento ilegal, como o programa Floresta+ e o Adote 1 Parque. Confira aqui o depoimento do ministro Ricardo Salles sobre o Sinaflor+.

 

Fonte: Portal Gov.br