Liberação de R$ 1,1 bilhão para obras urbanas nos municípios paranaenses

Pacote contempla 656 ações diferentes e vai beneficiar a população de todas as regiões do Estado

O Governo do Estado do Paraná liberou mais de R$ 1,1 bilhão para a execução de obras em diferentes municípios do Paraná. O governador Carlos Massa Ratinho Junior autorizou o repasse de R$ 664,5 milhões para 353 cidades. A esse valor soma-se R$ 450 milhões encaminhados em março a 284 municípios.

O pacote contempla 656 ações diferentes e vai beneficiar a população de todas as regiões do Estado. Dentre elas, 577 realizadas a fundo perdido, no valor de R$ 480.450.075,71, por meio de transferência voluntária da Secretaria do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas (Sedu), ou seja, os valores não precisarão ser devolvidos aos cofres do Estado.

As outras 79, totalizando R$ 184.121.954,09, serão garantidas com verbas do Sistema de Financiamento aos Municípios (SFM), organizado pela Fomento Paraná e o Paranacidade. Todos os contratos tiveram aprovação neste semestre e os recursos já foram repassados. Os demais municípios foram contemplados com investimentos ao longo dos últimos três anos, totalizando atendimento nas 399 cidades.

Os valores serão empregados na construção de creches, Centros de Saúde Especializado, praças, quadras de esportes, calçadas, Centros de Desenvolvimento Econômico, barracões industriais, escolas municipais, complexos esportivos, Centros de Referência de Ação Social (CRAS), Centros de Convivência, terminais rodoviários, terminais de transporte urbano e campos de futebol, além de pavimentação de centenas de ruas e avenidas e a implantação de iluminação pública e ciclovias.

“Obras nos municípios transformam a vida das pessoas. São projetos que têm impacto direto no cotidiano das pessoas porque são demandas apresentadas pelos próprios prefeitos, com apoio técnico das nossas equipes. Esse grande pacote, o maior da história nesse intervalo de tempo, é uma prova de que a gestão inteira sempre se orientou pelo municipalismo, pelo olhar para as realidades locais”, afirmou o governador Ratinho Junior.

O secretário de Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas, Augustinho Zucchi, disse que os editais contemplam as principais demandas apresentadas ao Estado. “Com esses recursos estamos promovendo pavimentações, praças, ciclovias, parques, terminais rodoviários. Infraestrutura urbana é uma das chaves da Agenda 2030. Precisamos avançar cada vez mais nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”, completou.

Outros equipamentos

A liberação de recursos também inclui a construção de centros de saúde, Centros de Referência de Ação Social (CRAS), centros de convivência e centros comunitários. Pensando em impulsionar o desenvolvimento econômico com a atração de indústrias, o que potencializa a diversificação do PIB, serão construídos centros de desenvolvimento econômico e barracões industriais. Alto Pirquiri, Ibema, Jaboti, Pérola, Salgado Filho e Vera Cruz do Oeste são alguns dos municípios que vão erguer espaços específicos para a atração de indústrias.

Além de construções, os recursos serão destinados para a compra de equipamentos e mobília para parques infantis, para parques e praças e equipamentos rodoviários, além de veículos administrativos e para transporte escolar.

O montante contempla, ainda, a construção de calçadas, ciclovias, pavimentações e recapes de vias urbanas e estradas vicinais em mais de 150 cidades. Cascavel, na Região Oeste, por exemplo, terá à disposição mais de R$ 31 milhões para requalificação asfáltica. Já a pequena Icaraíma, na divisa com o Mato Grosso do Sul, na Região Noroeste, vai trabalhar com um orçamento de pouco mais de R$ 16 milhões para melhorar a infraestrutura urbana do município de 7,6 mi habitantes.

 

Com informações da Agência Estadual de Notícias.