MCTI e FINEP anunciam 6 chamadas públicas de R$ 300 milhões para diferentes áreas

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e a FINEP, empresa pública da pasta, anunciaram recentemente a abertura de 6 chamadas públicas no valor total de R$ 313,6 milhões voltadas ao desenvolvimento de projetos de pesquisa em empresas brasileiras, universidades e Instituições de Ciência e Tecnologia (ICTs) públicas e privadas.

As chamadas investem recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) nas seguintes áreas: aplicações em redes 5G privadas; tecnologias de exploração e produção offshore de petróleo e gás; energias renováveis; gestão e monitoramento de recursos hídricos; inovações em tecnologias aeronáuticas; e inovações radicais no setor elétrico.

Das 6 chamadas, 4 tem como público-alvo ICTs públicas e privadas e somam R$ 108,1 milhões em recursos não-reembolsáveis. Os outros dois editais destinam R$ 195,5 milhões em subvenção econômica a projetos de empresas de qualquer porte.

O anúncio dos editais foi feito em uma transmissão no YouTube do MCTI, com participação do MCTI e da FINEP. O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações afirmou que a pasta está apoiando novas oportunidades de inovação que vão gerar resultados positivos. Já o presidente da FINEP destacou o papel da empresa em financiar a inovação e desejou sucesso aos participantes das chamadas.

Os editais, formas de participação e prazos poderão ser conferidos na página www.finep.gov.br/chamadas-publicas.

Confira os detalhes de cada chamada:

Chamadas para ICTs públicas e privadas:

– DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES EM REDES 5G PRIVADAS (R$ 12,5 milhões)

Objetivo: desenvolvimento de projetos de pesquisa, (plataformas e/ou softwares ou sistemas computacionais) que apoiem a implementação de novos serviços potencializados pelas características das redes 5G privadas.

Serão apoiadas propostas entre R$ 1,5 milhão e R$ 5 milhões

Data final para recebimento das propostas: 29 de agosto de 2022

– DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS DE EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO OFFSHORE PARA PETRÓLEO E GÁS E PARA EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DE NÃO CONVENCIONAIS (R$ 90 milhões)

Objetivo: Para apoio a projetos de desenvolvimento de tecnologias em exploração e produção Offshore de petróleo e gás, em especial as tecnologias submarinas, e de outros fósseis não convencionais.

Serão concedidos entre R$ 2 e R$ 5 milhões por projeto

Data final para inscrição de propostas: 9 de setembro de 2022

– CHAMADA PÚBLICA MCTI/FINEP/FNDCT/CT-INFRA/ ENERGIAS RENOVÁVEIS 2022 (R$ 5 milhões apenas para a primeira fase)

Objetivo: financiar a elaboração de projetos que promovam o uso racional de energia elétrica e incentivem a adoção de fontes alternativas e sustentáveis de energia.

Serão concedidos até R$ 250 mil por proposta

Data final para inscrição de propostas: até 16 de setembro de 2022

– CHAMADA PÚBLICA MCTI/FINEP/CT-HIDRO 2022 (R$ 10,6 milhões)

Objetivo: Apoio a projetos de pesquisa científica, tecnológica e de inovação que visem a racionalização dos usos da água e a gestão e o monitoramento dos Recursos Hídricos.

Serão apoiadas propostas de R$ 750 mil a R$ 1,5 milhão

Data final para inscrição de propostas: 2 de setembro de 2022

Editais voltados para empresas:

– PLATAFORMAS DEMONSTRADORAS DE NOVAS TECNOLOGIAS AERONÁUTICAS (R$ 140 milhões)

Objetivo: Conceder recursos de subvenção econômica para o desenvolvimento de produtos, processos e/ou serviços inovadores nas linhas: Aeronave demonstradora de tecnologias com foco no transporte de passageiros e Aeronave demonstradora de tecnologias remotamente pilotada e com peso máximo de decolagem maior que 150 kg.

Serão concedidos recursos de R$90 a R$120 milhões para projetos enquadrados na linha 1 e de R$ 7,5 a R$10 milhões na linha 2 do edital

Data final para inscrição de propostas: 13 de setembro de 2022

– SUBVENÇÃO ECONÔMICA À INOVAÇÃO EM FLUXO CONTÍNUO FINEP/MCTI: INOVAÇÕES RADICAIS SETOR ELÉTRICO (R$ 55,5 milhões)

Objetivo: Serão apoiados projetos inovadores aderentes às Linhas Temáticas: Energia Eólica Offshore, Energia Solar Flutuante, Novos Materiais e Armazenamento de Energia.

Serão concedidos entre R$ 3 e R$ 15 milhões por proposta

Prazo: Fluxo Contínuo, até o comprometimento total dos recursos

 

2626