Mercado segue na expectativa de aprovação da Nova Previdência, avalia SPE

Arrecadação acompanha ritmo de recuperação da economia

“Com a aprovação da Nova Previdência e de outras medidas, conseguiremos retomar um ritmo mais acelerado de crescimento”, afirmou recentemente o subsecretário de Política Fiscal, Marco Antônio Cavalcanti, na exposição da Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia (SPE/ME), durante a apresentação dos resultados da arrecadação federal, em Brasília.

A diferença entre o valor da arrecadação federal de abril e a expectativa mediana de mercado, captada pelo Prisma Fiscal/SPE, ficou em -1,4%. Cavalcanti explicou que esse resultado reflete uma recuperação lenta da economia. Na sua exposição, a SPE mostrou também que a expectativa mediana para a arrecadação total de 2019 diminuiu, o que está de acordo com as revisões recentes nas previsões de crescimento do PIB.

Segundo Cavalcanti, a análise dos dados sobre a conjuntura macroeconômica e as expectativas de mercado confirmam a percepção da SPE de que é importante o país avançar na agenda de reformas.

Produção e arrecadação

A SPE analisou a variação na arrecadação de PIS/Cofins e IRPJ/CSLL e o crescimento na produção industrial. Os dados desagregados por atividade da indústria indicam que o ritmo de crescimento da arrecadação pode ser explicado, em grande medida, pelo comportamento da produção.

A correlação positiva fica clara quando se analisa a variação acumulada em doze meses, uma vez que, entre um mês e outro, fatores específicos, como a compensação, podem afetar o agregado da arrecadação.

 

Fonte: Ministério da Economia