Ministro destaca importância da cooperação bilateral entre Brasil e China

Gustavo Canuto apresentou políticas públicas desenvolvidas pelo Ministério do Desenvolvimento Regional e oportunidades em mobilidade urbana e saneamento

Recentemente, o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, participou de mesa-redonda para tratar da cooperação entre Brasil e China. A agenda na capital paulista foi promovida pelo Conselho Chinês para a Promoção de Comércio Internacional (CCPIT, na sigla em inglês).

Na ocasião, Gustavo Canuto apresentou as principais políticas públicas desenvolvidas pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), além de projetos estratégicos para o País, a uma plateia composta por líderes e empresários brasileiros e chineses. Na avaliação do ministro, a parceria entre as duas nações tem grande potencial de benefícios para ambas as partes.

“As similaridades entre Brasil e China são muitas: países continentais, com uma população muito grande e desigualdades entre regiões. Por isso, qualquer medida política que aproxime os dois países, que viabilize o comércio e a interação é sempre bem-vinda. Acredito que a China tenha resolvido muitos dos problemas que o Brasil ainda enfrenta – e a recíproca é verdadeira. Além disso, há oportunidades de negócio para os dois lados. A China é um parceiro comercial de extrema relevância para o nosso país”, afirmou.

A nova Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR), lançada pelo presidente Jair Bolsonaro em maio passado, foi um dos destaques da apresentação do ministro Gustavo Canuto. Também estiveram em pauta oportunidades de investimentos em projetos de mobilidade urbana e saneamento.

A cônsul-geral da República Popular da China em São Paulo, Chen Peijie, lembrou que em 2019 são celebrados 45 de relações diplomáticas com o Brasil. Além disso, ela disse acreditar na retomada do crescimento econômico do País nos próximos anos. “Estamos confiantes e abertos a ampliar nossa cooperação econômica”, disse.

Comércio internacional e investimentos

O CCPIT é uma agência de promoção de comércio internacional e investimentos. Reúne grandes empresas, os principais investidores oficiais e agentes governamentais com o intuito de favorecer a presença chinesa na economia de vários países.

 

Fonte: Ministério do Desenvolvimento Regional