Mochila de Ferramentas FNDE estimula práticas de inovação no ensino

Utilizadas em formato virtual ou impresso, ferramentas auxiliam no desenvolvimento de estudantes

Quando se discute a inserção de tecnologias e inovação dentro da sala de aula, um questionamento que se faz é sobre sua efetividade.

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), divulgou o relatório “Measuring Innovation in Education 2019” (“Medindo a Inovação na Educação”, em livre tradução).

De acordo com a publicação, que examinou 139 práticas de ensino fundamental e médio em bancos de dados como o PISA (Programa Internacional de Avaliação de Alunos), TIMMS (Tendências Internacionais nos Estudos de Matemática e Ciência) e o PIRLS (Estudo Internacional sobre o Progresso do Letramento em Leitura), mensurar a inovação e entender como ela funciona é essencial para melhorar a qualidade dos sistemas.

O documento aponta que a inovação não deve ser vista como um fim, mas como um meio de melhorar resultados educacionais. Em média, os países avaliados que mudaram suas práticas pedagógicas conseguiram melhorar os resultados acadêmicos dos estudantes e aumentaram o nível de satisfação e diversão na escola.

Partindo de justificativas como esta, com o intuito de estimular e disseminar práticas de inovação tanto para o público interno quanto para o externo, o Laboratório de Inovação do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), vinculado à Assessoria de Gestão Estratégica e Governança, criou a “Mochila de Ferramentas FNDE”. A ferramenta foi construída em formato de site e tomou como base para a sua criação as habilidades-chave para inovação no setor público propostas pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

No site da Mochila de Ferramentas FNDE, os usuários têm acesso, por meio de textos e vídeos curtos, às competências básicas para a realização de projetos inovadores no setor público, bem como a ferramentas que auxiliam no seu desenvolvimento, as quais podem ser utilizadas em formato virtual ou impresso.

Além disso, o site conta com personagens e trilhas que ajudarão os usuários e suas equipes a desenvolverem habilidades complementares com base nos desafios práticos que enfrentam em seu cotidiano de trabalho, permitindo a utilização da plataforma por pessoas de diferentes perfis. A ideia é que ganhem autonomia e tenham acesso a um arsenal que lhes permita questionar e propor soluções para os problemas que surgem em sua rotina, fortalecendo a cultura de inovação.

Para acessar o site clique aqui.

 

Com informações do FNDE.