Moro defende combate a “fake news”

Ministro da Justiça e Segurança Pública ressalta iniciativas para combater informações falsas

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, defendeu os esforços institucionais do Brasil para combater as “fake news”, notícias falsas que proliferam no meio digital a partir de redes sociais e outras plataformas. Presente, no último mês, no seminário internacional “Fake News e Eleições”, realização do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o apoio da União Europeia, Moro observou as dificuldades de controlar as fake news, uma vez que, em paralelo à divulgação de informações, lida-se com a prerrogativa constitucional da liberdade de expressão e com a complexidade de se diferenciar conteúdos verdadeiros de falsos.

“As redes sociais constituem uma fonte importante para as pessoas se inter-relacionarem e para a disseminação de informação, mas, igualmente, existe o risco das fake news. Embora esse tema seja extremamente complexo, é inegável que deve ser enfrentado, não só pela sociedade em geral, mas, igualmente, pelas Cortes de Justiça”, afirmou o ministro, ao congratular a iniciativa da Corte Eleitoral.

Reiterando que este desafio repercute no Brasil e em todo o mundo, Moro frisou que o TSE tem atuado exercendo sua responsabilidade no que se refere à proteção das eleições desse tipo de manipulação, buscando “mecanismos que podem ser eficientes em relação a essa temática”. “Existe o risco do abuso no que se refere às fake news, especialmente com a velocidade de reprodução dessas informações nas redes sociais”, pontuou.

No evento, a presidente do TSE, ministra Rosa Weber, ressaltou que “a sociedade deve estudar, compreender e acompanhar o fenômeno das fake news para que seja possível, ao menos, minimizar a sua esfera de influência na salvaguarda da lisura de exercício do bem maior, que é a democracia”.

 

Fonte: Ministério da Justiça e Segurança Pública