Municípios do Paraná recebem mais 208 caminhões do projeto Patrulha Ambiental

Confira os municípios contemplados

O governador Carlos Massa Ratinho Junior entregou mais 208 veículos para a Patrulha Ambiental em 150 municípios do Paraná. O investimento é de R$ 60 milhões, oriundo dos recursos depositados pela Petrobras no Fundo Estadual do Meio Ambiente (FEMA), devido a uma indenização por um acidente ambiental há mais de 20 anos no Rio Iguaçu. Foram entregues 37 caminhões baú; 29 compactadores; 28 limpa-fossa; 82 caminhões pipa; e 32 caminhões poliguindastes.

“Durante a estiagem, foram esses caminhões que ajudaram a combater incêndios e abastecer populações isoladas e também foram eles que ajudaram a conter o fogo no Pantanal há dois anos. Hoje, a Patrulha Ambiental também ajuda na parte de limpeza de fossa, coleta seletiva de resíduos sólidos, recolhimento de entulhos de material de construção – que muitas vezes é jogado em terreno baldio –, então é toda uma preparação para colaborar com o meio ambiente, já que o Paraná é considerado do Estado mais sustentável do Brasil”, disse o governador.

O Paraná contabiliza a entrega de 568 veículos desde 2019, com investimento total de R$ 157,6 milhões. A Patrulha Ambiental é uma iniciativa da Sedest, executada através do Instituto Água e Terra (IAT).

Os caminhões pipa serão utilizados para higienização, irrigação, combate a incêndios florestais e abastecimento de água, em especial para propriedades rurais que sofrem com a seca prolongada. Os compactadores de lixo são responsáveis por reduzir o volume dos resíduos que são coletados pela equipe de colaboradores da prefeitura ou das empresas terceirizadas que fazem o trabalho. Os de coleta seletiva auxiliam o município na coleta domiciliar de materiais recicláveis para posterior separação e destinação correta.

Os caminhões caçamba + poliguindastes auxiliam os municípios em serviços adequados de coleta e destinação final dos resíduos de construção civil e outros pequenos geradores. E o caminhão limpa-fossa auxilia na limpeza no esgotamento sanitário de comunidades rurais, desobstrução do esgoto nas vias e na drenagem pluvial e encaminhamento destes efluentes a locais de tratamento e destinação ambientalmente correta.

Segundo o diretor-presidente do IAT, José Volnei Bisognin, a gestão de resíduos sólidos precisa ser trabalhada a partir dos municípios, para então garantir um meio ambiente habitável. “O lixo é um dos maiores problemas ambientais do planeta e o Paraná, e através da Patrulha Ambiental os ajudamos a amenizar esses problemas”, disse.

Confira os municípios contemplados:

Caminhão-pipa:

Agudos do Sul, Alto Paraíso, Alvorada do Sul, Amaporã, Antonina, Arapoti, Balsa Nova, Boa Esperança do Iguaçu, Boa Ventura de São Roque, Boa Vista da Aparecida, Bocaiúva do Sul, Bom Jesus do Sul, Bom Sucesso do Sul, Borrazópolis, Braganey, Campina do Simão, Candói, Catanduvas, Centenário do Sul, Coronel Domingos Soares, Coronel Vivida, Cruzeiro do Iguaçu, Fênix, Fernandes Pinheiro, Floresta, Iguatu, Imbituva, Irati, Itaperuçu, Jardim Alegre, Jardim Olinda, Jataizinho, Jundiaí do Sul, Kaloré, Laranjal, Laranjeiras do Sul, Lindoeste, Lunardelli, Marechal Cândido Rondon, Marialva, Marilena, Nova Aurora, Nova Santa Rosa, Ortigueira, Palmeira, Peabiru, Pérola do Oeste, Pinhão, Piraquara, Planaltina do Paraná, Porto Amazonas, Porto Rico, Porto Vitória, Pranchita, Quedas do Iguaçu, Realeza, Ribeirão Pinhal, Rio Bonito do Iguaçu, Rio Branco do Ivaí, Rio Branco do Sul, Salto do Itararé, Santa Cruz de Monte Castelo, Santa Lúcia, Santa Mônica, Santa Tereza do Oeste, Santana do Itararé, Santo Antônio do Caiuá, São José da Boa Vista, São Miguel do Iguaçu, São Pedro do Paraná, Sertaneja, Sertanópolis, Siqueira Campos, Sulina, Tamarana, Teixeira Soares, Tijucas do Sul, Tomazina, Tunas do Paraná, Uraí, Vera Cruz do Oeste e Vitorino.

Caminhão poliguindaste:

Abatiá, Alto Paraná, Alto Piquiri, Alvorada do Sul, Amaporã, Barbosa Ferraz, Bituruna, Bocaiúva do Sul, Brasilândia do Sul, Florestópolis, Grandes Rios, Guairaçá, Itambaracá, Janiópolis, Leópolis, Marilena, Nova Fátima, Nova Tebas, Palmital, Pitangueiras, Planaltina do Paraná, Prado Ferreira, Quarto Centenário, Querência do Norte, Quinta do Sol, Ramilândia, Santa Mônica, São Carlos do Ivaí, São Pedro do Paraná, Siqueira Campos, Terra Rica e Tunas do Paraná.

Caminhão limpa-fossa:

Alto Paraná, Barbosa Ferraz, Bocaiúva do Sul, Cruzeiro do Oeste, Esperança Nova, Figueira, Guaporema, Indianápolis, Ipiranga, Itaperuçu, Luiziana, Lupionópolis, Manoel Ribas, Ortigueira, Pitangueiras, Planaltina do Paraná, Quatro Barras, Santa Isabel do Ivaí, Santa Mariana, Santa Mônica, Santo Inácio, São Jorge do Patrocínio, Sapopema, Tapira, Teixeira Soares, Umuarama, Uraí e Xambrê.

Caminhão compactador:

Amaporã, Antonina, Bocaiúva do Sul, Bom Sucesso, Candói, Cantagalo, Cidade Gaúcha, Contenda, Corumbataí do Sul, Diamante do Oeste, Guairaçá, Itaperuçu, Itaúna do Sul, Janiópolis, Japira, Jardim Olinda, Joaquim Távora, Mirador, Nova Laranjeiras, Querência do Norte, Quinta do Sol, Santa Isabel do Ivaí, Santo Antônio do Sudoeste, São Carlos do Ivaí, São Jerônimo da Serra, São Jorge do Patrocínio, Terra Rica, Tuneiras do Oeste e Turvo.

Caminhão baú:

Alto Piquiri, Alvorada do Sul, Amaporã, Barbosa Ferraz, Boa Esperança, Bocaiúva do Sul, Braganey, Campo Bonito, Cruzeiro do Sul, Diamante do Oeste, Douradina, Florestópolis, Goioxim, Guaporema, Itaperuçu, Janiópolis, Jataizinho, Lindoeste, Luiziana, Mirador, Morretes, Nova Olímpia, Palmital, Pato Branco, Pitangueiras, Planaltina do Paraná, Presidente Castelo Branco, Quinta do Sol, Rancho Alegre D’Oeste, Reserva, Rio Branco do Ivaí, Salto do Itararé, Santa Cruz de Monte Castelo, Santa Mônica, Santo Antônio do Sudoeste, São Carlos do Ivaí e São Jerônimo da Serra.

 

Com informações da Agência Estadual de Notícias.