No ano da pandemia, Programa de Alimentos da ONU ganha o Nobel da Paz

No Brasil, o Ministério da Agricultura articulou as ações de diversos setores para garantir o abastecimento da população durante a pandemia

O Programa Mundial de Alimentos da Organização das Nações Unidas (ONU) ganhou o Prêmio Nobel da Paz 2020 por suas ações no combate à fome no mundo. “O programa foi premiado por seus esforços para combater a fome, por sua contribuição para melhorar as condições para a paz e áreas atingidas por conflitos e pelos esforços para prevenir o uso da fome como arma de guerra e conflitos”, informou o Comitê Norueguês do Prêmio Nobel, em publicação nas redes sociais.

Segundo o Comitê, o Programa Mundial de Alimentos é a maior organização humanitária do mundo que trata da fome e promove a segurança alimentar. Em 2019, prestou assistência a cerca de 100 milhões de pessoas em 88 países vítimas de insegurança alimentar aguda e fome. Também é considerado o principal instrumento para atingir a meta de erradicar a fome, um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

O Comitê do Prêmio Nobel também destaca que a pandemia de Coronavírus contribuiu para um forte aumento do número de vítimas da fome no mundo. “Diante da pandemia, o Programa Mundial de Alimentos demonstrou uma capacidade impressionante de intensificar seus esforços”.

No Brasil, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) articulou as ações de diversos setores para garantir o abastecimento da população durante a pandemia do novo Coronavírus, bem como a saúde dos trabalhadores rurais e para a mitigação dos impactos da pandemia no setor agropecuário.

O Comitê Norueguês do Nobel enfatizou que fornecer assistência para aumentar a segurança alimentar não apenas previne a fome, mas também pode ajudar a melhorar as perspectivas de estabilidade e paz.

 

 

Fonte: Portal Gov.br