Novo coronavírus

Organização Mundial da Saúde (OMS) declara pandemia do novo coronavírus (COVID-19)

O novo vírus é apontado como uma variação da familia coronavírus. A doença provocada pela variação originada na China foi declarada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como pandemia mundial.

Sintomas

Apesar dos sintomas serem similares aos da gripe, no caso do coronavírus o quadro do paciente é mais perigoso. Os sintomas mais conhecidos até o momento são: cansaço, febre, tosse, dificuldades para respirar e até mesmo diarreia. Algumas pessoa podem desenvolver todos os sintomas, enquanto existem casos em que o infectado não desenvolve nenhum sintoma, segundo a OMS.

Pessoas que apresentam quadros mais leves, pouca tosse e febre baixa, devem procurar uma unidade de saúde, receber medicamentos e ficar em casa em repouso. Já aqueles que se encaixam nos quadros mais graves devem procurar ajuda médica com urgência, para serem tratados em isolamento para que o vírus não seja transmitido.

O Ministério da Saúde determinou que todos os pacientes internados, em hospitais públicos ou privados, com quadro respiratório grave, independentemente se viajaram para o exterior, devem fazer o teste para saber se estão contaminados com o vírus.

 Recomendações para  prevenção

Por ser uma doença que ainda está sendo investigada, ainda não se sabe ao certo como tratá la, por conta disso, a melhor forma é se prevenindo, desde lavar bem as mãos, cobrir a boca ao tossir ou espirrar até cozinhar bem alimentos como carnes e ovos.

Quando usar máscara?

Por se tratar de uma síndrome em que a transmissão pode ser por vias respiratórias, é importante o uso de máscara por pessoas que possuem sintomas como tosse, espirros ou dificuldades para respirar. É indicado, principalmente, para aqueles que já estão no quadro de casos confirmados, mas também para as pessoas, familiares ou agentes de saúde, que prestam atendimento aos indivíduos com suspeita ou confirmação da doença.

Casos confirmados

Até o momento são mais de 118 mil casos registrados em 114 países, e mais de 60 casos confirmados no Brasil.

 

Fonte: Com base em informações retiradas do Portal Gov.br e do Ministério da Saúde