Parcerias internacionais são alternativa para consolidação de políticas de desenvolvimento rural

Secretária executiva do Ministério da Cidadania, Ana Pellini defende parceria com países vizinhos para a ampliação de políticas públicas

Possibilidades de acordos internacionais de cooperação técnica para o desenvolvimento de regiões agrícolas foram discutidas durante a Mostra de Cooperação Técnica do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), em Brasília, na semana passada. No evento, a secretária executiva do Ministério da Cidadania, Ana Pellini, falou sobre a importância de parcerias com outros países para o desenvolvimento e a consolidação de políticas públicas voltadas para o fomento do pequeno agricultor e a geração de oportunidade de emprego e renda para famílias em situação de vulnerabilidade social. “O Ministério da Cidadania tem um desafio enorme: levar desenvolvimento para toda a população brasileira através de programas como Criança Família, Progredir, Fomento Rural e Economia Criativa. O IICA pode ser um grande parceiro, com sua capacidade de articulações, para vencermos esse desafio de não deixar ninguém para trás, nem no meio rural, nem no meio urbano”, explicou.

As políticas desenvolvidas pelo Ministério da Cidadania voltadas para regiões rurais são coordenadas pela Secretaria Nacional de Inclusão Social e Produtiva Rural. Entre as principais políticas desenvolvidas pela pasta está o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), através do qual cooperativas, associações e agricultores familiares individuais podem vender seus produtos diretamente para órgãos federais com licença de licitação. Os detalhes dos editais estão disponíveis pelo portal http://mds.gov.br/compra-da-agricultura-familiar/. Por meio da ferramenta, também é possível acessar e acompanhar os editais em andamento em todo o País.

Além do PAA, faz parte dos programas voltados para o desenvolvimento de pequenos produtores o Programa Fomento Rural, que combina acompanhamento social e produtivo e a transferência direta de recursos financeiros não-reembolsáveis às famílias para investimento em projeto produtivo. Através desse programa, famílias recebem repasses no valor de R$ 2,4 mil ou R$ 3 mil. Mais informações sobre todas as políticas voltadas para produtores estão disponíveis no site do Ministério da Cidadania.

Também participaram do evento o secretário nacional de Desenvolvimento Social e Produtivo Rural, José Roberto Carlos Cavalcante, e o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto.

 

Por: Henrique Jasper | Ministério da Cidadania