Programa Dinheiro Direto na Escola: FNDE antecipa o repasse da segunda parcela de 2022

Ao todo, 89.743 escolas já receberam as duas parcelas, contemplando 25,2 milhões de estudantes da educação básica

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) transferiu R$ 395 milhões da primeira parcela do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) e antecipou o repasse de R$ 323 milhões da segunda parcela de 2022, a fim de apoiar as atividades das escolas públicas de todo o país no retorno às atividades presenciais. Ao todo, 89.743 escolas já receberam as duas parcelas, contemplando 25,2 milhões de estudantes da educação básica.

As demais escolas beneficiárias também podem receber os recursos. Para isso, é preciso estar com a prestação de contas do programa em dia e com o mandato dos presidentes das Unidades Executoras vigentes.

As escolas podem utilizar os recursos do PDDE Básico em diversas ações, como no desenvolvimento das atividades educacionais, para revisão de conteúdos e avaliação da aprendizagem; em pequenos reparos, adequações ou serviços necessários à manutenção dos procedimentos de segurança; na contratação de serviços especializados na desinfecção de ambientes; na aquisição de itens de consumo para higienização do ambiente e das mãos, assim como na compra de Equipamentos de Proteção Individual; em gastos com a melhoria de conectividade e acesso à internet; e na aquisição de materiais permanentes.

É possível consultar os valores repassados pelo FNDE para cada escola pelo portal de serviços do PDDE. Em caso de dúvidas, há um conjunto de palestras no YouTube do FNDE sobre o Programa Dinheiro Direto na Escola.

 

Com informações do FNDE.