Projeto cria vale mensal de R$ 250 para compra de comida por famílias cadastradas em programas sociais

O Poder Executivo deverá reservar no Orçamento da União o dinheiro necessário e poderá buscar parcerias

Tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania, o Projeto de Lei 1084/22 que institui o benefício vale-sacolão. A proposta prevê o valor mensal de R$ 250 e destinado às famílias do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) com renda de até um salário mínimo (R$ 1.212 hoje), para a compra de frutas e alimentos básicos em supermercados.

Pela proposta, o Poder Executivo deverá reservar no Orçamento da União o dinheiro necessário e poderá buscar parcerias com estabelecimentos comerciais para eventuais descontos em tributos visando abater os gastos com o benefício.

“Em razão da pandemia da Covid-19, cresceu o número de brasileiros sem acesso à comida em um cenário de extrema pobreza. É de suma importância a adoção de medidas para ofertar alimentação adequada à população, fornecendo ao menos o essencial”, disse o autor da proposta, deputado José Nelto (PP-GO).

 

Com informações da Agência Câmara de Notícias.