Secretário de produtividade apresenta medidas para incrementar negócios no setor de máquinas

Em evento na Abimaq, Carlos da Costa destacou ações que visam melhorar a posição do país nos rankings mundiais

O secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa, apresentou recentemente um conjunto de medidas adotadas pelo governo para melhorar o ambiente de negócios no setor de máquinas e equipamentos no Brasil.

“Estamos trabalhando para recuperar a economia e a retomada do crescimento do emprego, por meio de melhorias no ambiente de negócios no país”, ressaltou o secretário, no 5º Congresso Brasileiro da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), em São Paulo.

Entres as medidas apresentadas estão a criação de um canal direto para comunicação com o setor privado, por meio do Programa Mobiliza Brasil, que já passou por seis estados brasileiros; ações para simplificar o cotidiano das empresas, como a simplificação do eSocial e da Norma Regulamentadora (NR -12); e a implementação do decreto da Estratégia Nacional de Qualificação.

O secretário também destacou algumas metas do governo que visam melhorar a posição do país nas classificações mundiais, baseadas em indicadores globais de desenvolvimento.

“O Brasil está em 109º lugar no ranking do Doing Business”, pontuou Da Costa. “A meta é chegar ao 50º em 2022. E no Global Competitiveness, queremos subir da 72ª para 50ª posição”, completou, se referindo ao ranking anual publicado pelo Fórum Econômico Mundial.

Segundo ele, a missão da secretaria reflete uma nova visão da economia brasileira: “A de viabilizar o aumento da produtividade, competitividade e emprego, por meio da livre iniciativa, do mercado concorrencial, do capital humano, e da modernização das empresas brasileiras”, afirmou Carlos da Costa.

 

Fonte: Ministério da Economia