Veja o que muda para os homens que são servidores públicos com a reforma da Previdência

ENTENDA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA – PARTE 7

Os servidores públicos estão inseridos em um regime próprio, que prevê regras específicas para a aposentadoria: idade mínima, tempo de atividade, tempo de serviço público e tempo no cargo exercido.

“Hoje, o servidor público, no regime próprio, pode se aposentar quando atinge, no mínimo, 60 anos de idade e contribui por 35 anos”, explica José Carlos Barbosa, consultor legislativo do Senado.

Todos os servidores públicos, homens e mulheres, devem se aposentar antes de completarem 75 anos de idade. É a chamada aposentadoria compulsória. Essa regra não vai mudar, mas o projeto do governo vai obrigar muita gente a refazer os planos, entrando na chamada “transição”.

O homem que ingressar no serviço público após a aprovação da PEC da reforma da Previdência, terá que cumprir a nova regra, que exige para os homens idade mínima de 65 anos, tempo mínimo de contribuição de 25 anos, 10 anos de serviço público e 5 anos no cargo.

Crédito: TV Senado

 


A reforma da Previdência, prevista na PEC 6/2019, é do interesse de todos. Com base em uma série produzida pela TV Senado neste ano, abordando os principais pontos da reforma da Previdência, a Desenvolver Treinamentos traz esclarecimentos sobre o assunto, mostrando como as mudanças apresentadas pelo governo na proposta afetam a vida das pessoas.